segunda-feira, 25 de julho de 2016

O dia que eu..

Esses dias eu fiquei bebada pela primeira vez e no dia seguinte eu me lembrei de tudo que eu fiz, o que me fez passar o dia seguinte pensando sobre algumas atitudes que tive bebada.
Por mais que eu tente esconder que eu não to bem, é impossível. Todo mundo que me conhece sabe que eu não to nada bem, mas eu reluto em afirmar que eu não to.
Eu to na casa da minha irmã, na Bélgica. Me permitir beber e não queria parar. Eu bebi bastante mas eu sou fraca pra bebida então eu fiquei bebada muito rápida.
Fiquei no computador conversando com três amigos meus e comecei a falar besteira, falei sobre ex namorado, falei que eu era feia é gorda, falei que precisava beijar na boca, falei pra um amigo meu não se apaixonar por mim, sendo que né, não iria rolar mesmo.
Quando saímos eu fala com todo mundo, TODO MUNDO mesmo. Nunca falei tanto inglês na minha vida igual aquele dia. Adicionei caras e fiquei me lamentando ou falando coisas boas sobre mim.
Eu falei para as pessoas me adicionarem no facebook porque eu ia ser uma atriz famosa. Pontos positivos porque esse é meu sonho e eu espero nisso, ser reconhecida por uma coisa que eu amo fazer e que quero passar o resto da minha vida trabalhando com isso. Às vezes eu duvido da minha capacidade, eu acho que nunca vou conseguir, não me acho boa o suficiente pra isso, mas é uma coisa que eu quero, e eu quero lutar por isso.
Eu perguntei se eu era gorda e feia, é porque é assim que eu me sinto e acho que tive a necessidade de tentar fazer as pessoas desconhecidas afirmarem que eu não sou pra eu me sentir melhor em relação a mim mesmo. Mas não adianta porque eu não me sinto assim e não vai ser por causa de uma noite que eu não vou mais me sentir assim, apesar de não ter ouvido nada de ruim.
Falei com todo homem que passava, acho que era a necessidade de ser vista pelos homens por me sentir sempre rejeitada, eu falava "hi handsome" pra todo homem bonito que passava, que absurdo, eu na vida não consigo nem olhar muito tempo pra um cara bonito. Acho que estava querendo me sentir desejada, não sei. Mas logo em seguida já perguntava se o motivo do meu ex nunca ter me amado de verdade era porque eu era gorda e feia.
Apesar do meu ex falar que me amava e que ainda me ama eu nunca me senti amada por ele, porque ele me tratava mal e quem amava não quer humilhar ninguém, não xinga ninguém daquela forma, não trata mal, não tem inveja, não quer te ver mal pra se sentir bem. Talvez ele tenha me amado em algum momento mas isso se perdeu porque parece que virou uma obsessão, eu tinha que ser dele, fazer o que ele queria que eu fizesse mas ele faz o que ele quer. Nunca fui boa o suficiente pra sair com os amigos dele, porque eu não tinha o corpo perfeito e nem era tão bonita quanto às outras meninas que ele já tinha saído antes. Mas eu, ao contrário, fiz ele ser amigo de todos os meus amigos, fiz ele ficar próximo de todo mundo. E ele falava que eu n era a menina com o corpo mais bonito que ele já tinha ficado, mas ele me amava. Que ele sempre quis uma menina com corpo perfeito e bonita, ele sonhava com uma menina como um troféu pra mostrar pra todo mundo. Eu não era essa menina. Eu não sou magra, nem tenho um bundao ou peitao, eu tenho marca de espinhas no rosto, meu cabelo não é um dos melhores. Eu não era qualificada para o posto que ele tava procurando. Eu chorei várias vezes enquanto estava nesse estado por causa dele. Eu falava que eu ainda o amava e que eu não deveria amar ele, eu questionei várias coisas e eu falei sobre isso e eu não gosto de falar sobre isso mas é um assunto que me atormenta várias vezes ao dia. Eu fico bem mas logo lembro e eu mudo totalmente, todo mundo percebe isso. To cansada de tanto perguntarem como eu to.

Nenhum comentário:

Postar um comentário